Meninos de favela de SP treinam para ser campeões de MMA

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Lutas | 28/02/2012 - 10h30

Na zona sul de São Paulo, o treinador Fernando Lopes investe seu tempo para ensinar crianças a lutar MMA. Mais do que um trabalho físico, jovens de 7 a 18 anos da favela Alba, na região do Campo Belo, recebem ensinamentos sobre disciplina e inclusão social. Tudo gratuitamente.


Empolgados com o sucesso do esporte no Brasil, que alçou à categoria de estrelas atletas como Anderson Silva e Minotauro, as crianças vêem na luta uma forma de conquistar o futuro por meio do esporte. "Quero ser um campeão e ganhar um cinturão" é uma das frases mais recorrentes entre os lutadores mirins.


Uma das poucas meninas do grupo "Pedra 90", Ana Luiza Gomes, de 9 anos, não se acanha em afirmar: "Não fui eu que escolhi o MMA, a luta que me escolheu".


Publicitário e faixa preta em jiu-jítsu, Lopes idealizou o projeto em 2006 com o objetivo de montar uma equipe para disputar competições internacionais. Seis alunos do Pedra 90 já foram para a a Califórnia, onde disputaram o pan-americano de jiu-jítsu – três levaram o ouro em diferentes categorias em 2010 e outros três em 2011. "Eu comparo o tatame com a vida deles. É preciso ter disciplina, responsabilidade e boa conduta aqui e no dia a dia".


Leia também e opine: MMA é esporte para crianças?


Concorra a ingressos para a pré-estreia do filme de Anderson Silva.


Veja mais vídeos sobre MMA e UFC no canal Lutas da TViG.







Palavras-chave: jiu-jitsu , luta , carentes , categoria , projeto , carente , jovens , campeões , jovem , comunidade , , Anderson Silva , Campo Belo , São Paulo , ringue , competição , SP , favela , responsabiliade , lutas , UFC , zona sul , academia , criança , lutador , disciplina , octógono , campeão , Minotauro , faixa preta , lutadores , inclusão social , tatame , crianças , MMA , Pedra 90 ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos