Madonna apoia roqueiras russas do Pussy Riot

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Famosos | 07/08/2012 - 14h34

Madonna disse apoiar o grupo punk de garotas Pussy Riot, durante passagem por Moscou, na Rússia, nesta segunda-feira (06/08).


Madonna disse que é a favor da liberdade de expressão e torce para que o juiz seja clemente.


"Sou contra a censura e ao longo de toda a minha carreira sempre promovi a liberdade de expressão, a liberdade de opinião. Então obviamente acho que o que aconteceu com elas é injusto", disse Madonna à TV Reuters.


"Espero que elas não tenham de cumprir sete anos de prisão. Isso seria uma tragédia", disse Madonna, que também se envolveu em várias polêmicas em três décadas de carreira. "Acho que a arte deveria ser política. Historicamente falando, a arte sempre reflete o que está ocorrendo socialmente. Então, para mim, é difícil separar a ideia de ser artista e ser político."


Nadejda Tolokonnikova, de 22 anos, Ekaterina Samutsevich, de 29, e Maria Alejina, de 24, são processadas por terem improvisado no dia 21 de fevereiro na catedral de Cristo Salvador de Moscou uma "oração punk" intitulada "Maria mãe de Deus, tire Putin". A canção foi feita ccontra o presidente Vladimir Putin.


Elas ficarão detidas até janeiro de 2013 e podem ser condenadas a até sete anos de prisão. Muitos já se manifestaram. Um russo costurou os lábios em protesto. Recentemente, as bandas Franz Ferdinand e Red Hot Chili Peppers saíram em defesa do trio russo Pussy Riot durante seus shows em Moscou.


Leia mais notícias do Brasil e do mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: shows , vandalismo , apoio , russa , pussy riot , russos , roqueiras , prisão , rock , russas , presidente , show , banda , reuters , putin , show , madonna , cadeia , apoio , rússia , catedral , russo , vladimir pútin ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos