Médico de Michael Jackson é culpado pela morte do cantor

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Famosos | 08/11/2011 - 13h02

Após seis semanas de julgamento, o júri formado por sete homens e cinco mulheres decidiu por unanimidade na Suprema Corte de Los Angeles nesta segunda-feira (7/11) que o médico Conrad Murray é culpado pela morte de Michael Jackson.


O cardiologista de 58 anos foi condenado por homicídio não intencional ao dar ao cantor uma dose fatal do sedativo propofol para ajudar o popstar a dormir.


A condenação só será decidida oficialmente em 29 de novembro e Dr. Murray ficará preso até então, sem direito a fiança. O médico foi algemado logo após o anúncio da decisão. Ele pode pegar até quatro anos de prisão e pode perder a licença médica.


Em 25 de junho de 2009, Michael Jackson morreu em sua casa em Los Angeles por overdose do anestésico de uso hospitalar que estaria usando durante os preparativos da turnê "This Is It".


Os fãs de Michael Jackson comemoram na saída do tribunal e sua família se diz satisfeita com o resultado do julgamento.


Leia mais em iG Gente:


Médico de Michael Jackson é culpado pela morte do cantor

Palavras-chave: popstar , cantor , condenação , matar , Murray , turnê , prisão , autópsia , morte , homicídio culposo , homicídio , culposo , culpado , Michael , This is It , detenção , doutor , tribunal , Conrad Murray , juiz , médico , Reuters , propofol , sedativo , Michael Jackson , julgamento , Jackson ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos