Jovens sonham em trabalhar com games

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Games | 10/03/2011 - 15h43

A indústria multibilionária de games está recrutando jovens com experiência em tecnologia, independentemente do nível de escolaridade, para avaliar e aprimorar produtos antes de serem lançados no mercado.

Cerca de 400 testadores trabalham na Bug Tracker. A empresa criada por Antoine Carre se espalhou por três continentes e ganha um pouco abaixo de US$ 7 milhões por ano (R$ 11,6 milhões), graças ao "boom" de plataformas de jogos na última década.

“Estamos trabalhando em vários games do PlayStation 3 e do Xbox 360. Há também uma enorme demanda para testar aplicativos e jogos agora disponíveis para o iPad, iPod”, contou Carre.

Para maximizar sua participação no mercado, Carre criou um programa de treinamento – agora financiado, em parte, pelo governo do Canadá – para transformar estudantes do segundo grau que abandonaram a escola em profissionais da área. Muitos faziam nada mais do que jogar videogames o dia todo.

Em alguns meses, a empresa planeja expandir seus escritórios em Montreal, terceira cidade mais importante no mercado internacional de videogames.

A próxima parada será no Japão, no coração da região da Ásia-Pacífico, onde se calcula que fanáticos por games devem gastar US$ 18 bilhões (R$ 29,9 bilhões) apenas em 2011.

Confira mais no Arena Turbo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig





Palavras-chave: jovens , jogos , games , videogames , recrutamento , indústria ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos