Lucas Santtana - É Sempre Bom Se Lembrar

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Canja do iG | 26/06/2012 - 16h12

A base do repertório da apresentação do cantor e compositor Lucas Santtana será o álbum "O Deus que Devasta Mas Também Cura", lançado no início de 2012.


A canção mais antiga apresentada no Canja é "De Coletivo ou de Metrô", originalmente lançada no primeiro trabalho do cantor, "Eletro Bem Dodô", de 1999.


De acordo com ele, as versões ao vivo das músicas de "O Deus que Devasta Mas Também Cura" estão bem parecidas com as do disco.


Lucas considera este novo trabalho "mais maximalista" e "mais pop" que o anterior, "Sem Nostalgia", de 1999. "São dois discos bem diferentes. Os arranjos deste são mais grandiosos. Também há mais samples", afirma.


É sempre bom se lembrar


O amor

No começo é um alvoroço

Qualquer momento é um colosso

Nem o tempo cogita em agir

O amor

No decorer fica confuso

Muitas vezes difuso

E o tempo ralenta e nos diz

Que é sempre bom se lembrar

Da uva até o vinho

O amor que ali todo dia.

É sempre bom se lembrar

Daquela estrela guia

Que lá no céu não está

Mesmo que ainda há brilhar

O amor

Fim ou tarde é começo

Quem de nós vivi a seco?

Mas se a hora é de ir

Vou partir

Mas a hora é de ir

Vou partir

Palavras-chave: dub , músico , É Sempre Bom Se Lembrar , álbum , baiano , lançamento , cd , pop , pop , grupo , compositor , bahia , rock , cantor , o deus que devasta mas também cura , arranjos , música , Lucas santtana , music , banda ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos