Aluna que queria ser atleta não sente mais as pernas

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 08/04/2011 - 20h28

Uma das estudantes feridas no massacre em Realengo é uma jovem promessa do atletismo. A jovem de 13 anos - atingida por quatro tiros - disse à mãe que não sente mais as pernas. Para a família de outra aluna que recebeu alta nesta sexta-feira (08/04), o dia foi de alívio.


Renata Lima teve alta no início da tarde. A menina, de 13 anos, foi uma das vítimas do ataque. Ainda traumatizada, não falou na saída do hospital. Mas já dentro do táxi, a sensação de alívio por voltar para casa veio através de um pequeno gesto de despedida.


A garota estava internada no Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo. A curta distância do local da tragédia fez com que a maior parte das vítimas fosse atendida.

Para a família de uma das vítimas, o ataque pode ter significado o fim de um sonho. Thayane Tavares Monteiro, de 13 anos, sempre quis ser atleta. Só que, na única conversa que a jovem teve com a mãe antes de ser internada, ela revelou não sentir mais as pernas.


Thayane recebeu quatro tiros. Duas balas estão alojadas perto da coluna. A mãe conta que, na véspera, a filha fez um salto em distância que impressionou os instrutores. Apesar de a menina ter passado por duas cirurgias e ainda respirar por aparelhos, Andréia não perde a esperança.


Leia também em Último Segundo:


Aluna baleada na barriga recebe alta


Palavras-chave: ataque , atletismo , alta , colégio tasso da silveira , renata lima , thayane tavares monteiro , pernas , colégio , atleta , wellington menezes de oliveira , mortes , estudantes , atirador , feridos , rio , band , escola , alunos , tiroteio em escola , rio de janeiro , realengo , mortos , tiroteio ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos