Após morte, USP admite entrada da PM no campus

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 20/05/2011 - 17h22

O Conselho Gestor da Universidade de São Paulo (FEA) autorizou nesta sexta-feira (20/05) a entrada da Polícia Militar na universidade.


A decisão foi tomada depois da morte do estudante Felipe de Ramos Paiva, baleado quando saía com o seu carro do estacionamento da FEA (Faculdade de Economia e Administração), na última quarta-feira (18).


Nesta sexta-feira, algumas turmas da FEA , onde o jovem estudava, foram dispensadas por falta de alunos.


Ontem (19), o dia na USP foi marcado por manifestações e homenagens ao estudante assassinado. Centenas de pessoas se concentraram em frente à FEA de manhã e à noite, quando realizaram um minuto de silêncio e acenderam velas em memória do estudante assassinado.


Com a Redação da Band.


Leia mais em Último Segundo:


'Alunos da USP são alvos fáceis', dizem estudantes


Projeto de segurança da FEA-USP estará completo até agosto, diz diretor

Palavras-chave: segurança , morte , polícia militar , carro , polícia , furtos , Band , FEA , PM , tiro , roubos , assaltos , USP , Felipe Ramos de Paiva , conselho gestor , estudante , universidade , estacionamento , assassinato ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos