Assassinato de agricultor já é o quarto caso no Pará

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 03/06/2011 - 11h06

O lavrador Marcos Gomes da Silva, de 33 anos, foi morto a tiros, na noite de quarta-feira (01/06), no assentamento Sapucaia, na zona rural de Eldorado dos Carajás, no sudeste do Pará.


A polícia investiga o crime, mas ainda não é possível dizer se Gomes da Silva é mais uma vítima da luta pela terra ou se a execução foi acerto de contas. Esse é o quarto assassinato no campo em apenas nove dias no Estado.


O primeiro crime, em 24/05, foi do casal de ambientalistas José Cláudio da Silva e Maria do Espírito Santo, que lutava contra a devastação das florestas do assentamento Praialta/Piranheira, em Nova Ipixuna, município a cerca de 180 quilômetros de Eldorado dos Carajás. O outro crime ocorreu no sábado, também na mesma região do assentamento, e a vítima foi o agricultor Erenilton Pereira da Silva. A polícia ainda não prendeu os criminosos.


Segundo o boletim de ocorrência registrado na manhã de ontem na delegacia de Eldorado dos Carajás, Gomes da Silva foi baleado duas vezes. A primeira foi na área onde ele residia e a segunda na estrada que liga o local à cidade de Eldorado. Quem fez o registro do crime foi Dejesus Martins Araújo, vizinho da vítima e quem a socorreu.


Araújo contou que socorreu Gomes da Silva e o colocou em seu veículo para levá-lo a um hospital de Eldorado. Ele sangrava no peito. No momento em que se dirigia pela estrada escura até a cidade, mais adiante foi interceptado por dois homens armados.


Leia mais notícias em Último Segundo.

Palavras-chave: crime , sem-terra , assentamento , assassinato , terra , polícia , investigação , Pará , lavrador , agricultor ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos