Atividades vão facilitar readaptação dos alunos da escola no Realengo

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 12/04/2011 - 17h01

Na Escola Municipal Tasso da Silveira, um mutirão ajuda quem presenciou o massacre a superar o trauma. Esta nesta terça-feira (12/04) foi um dia dedicado ao apoio psicológico aos funcionários da escola Tasso da Silveira.


O retorno das aulas vai ser progressivo. Cada dia uma turma volta a escola. A partir de segunda-feira (18), em um prazo de três semanas, serão realizadas atividades para facilitar a readaptação dos estudantes.


Três policiais militares, que evitaram uma tragédia ainda maior na escola invadida por um atirador no Rio de Janeiro, ganharam promoção por ato de bravura nesta terça-feira.


Leia mais em Último Segundo:


Laudo do IML indica que Wellington cometeu suicídio


"Se acontecer alguma coisa, eu te amo", disse estudante para irmã gêmea


Palavras-chave: ajuda psicológica , feridos , policiais , apoio , colégio , mortes , PMs , estudantes , ataque , apoio psicológico , rio , retorno aulas , ajuda , alunos , volta aulas , mortos , rio de janeiro , aulas , promoção , colégio tasso da silveira , escola , tiroteio , psicologia , tiroteio em escola , wellington menezes de oliveira , atirador , policiais militares , realengo ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos