Atropelador tinha multas e processos

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 01/03/2011 - 17h56

A Justiça decide na quarta-feira (02/03) se manda prender Ricardo Neis, que atropelou um grupo de ciclistas em Porto Alegre na sexta-feira (25/02).

O motorista tem um histórico de multas e processos por ameaça e agressão. Ele vai ser indiciado pela polícia por tentativa de homicídio.

Ao analisar as imagens e 20 depoimentos, a polícia concluiu que o atropelamento foi intencional e por motivo fútil.

Neis atingiu o grupo de ciclistas pelas costas sem dar chance de defesa ás vítimas. Ele será indiciado por tentativa de homicídio.

A Polícia Civil e o Ministério Público pediram à Justiça a prisão preventiva do motorista, alegando que ele representa um risco à sociedade.

Para pedir a prisão preventiva, o Ministério Público levou em consideração também o fato de Neis já ter cometido infrações graves no trânsito, como andar na contramão e excesso de velocidade. Além de responder a um processo por agressão contra uma ex-namorada.

O funcionário do Banco Central disse que atropelou os ciclistas por que teve medo de ser linchado. O filho dele de 15 anos que estava no carro será ouvido pela polícia.

Na noite de segunda-feira (28/02), cerca de cem ciclistas protestaram na avenida Paulista, em São Paulo. Eles pediram mais tolerância nas ruas e a punição do motorista gaúcho.

Leia notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig





Palavras-chave: Ricardo Neis , ciclistas , prisão , atropelamento , porto alegre ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos