Austríaca escreve livro sobre cativeiro

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 17/02/2011 - 08h03

Natascha Kampusch, a jovem austríaca que foi sequestrada e ficou em cativeiro durante oito anos, disse nesta quarta-feira (16/02) em Madri que reconstruir a vida está sendo um trabalho difícil.

A jovem de 23 anos apresentou na capital espanhola o livro "3.096 dias", que começou a escrever há um ano e meio após sua "liberação" e em que relata seu sequestro e a relação com o sequestrador, Wolfgang Priklopil.

O livro, traduzido a mais de 30 idiomas e publicado já em 15 países, reflete os maus-tratos físico e psíquico que Natascha sofreu, vítima de humilhações e surras e também de "pequenos abusos sexuais", como relata ela mesma em um dos capítulos.

Leia notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig



Palavras-chave: lançamento , biografia , Austríaca , livro , cativeiro , jovem ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos