Bruno diz que Eliza foi morta por Bola, a mando de Macarrão

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 07/03/2013 - 15h33

Nesta quarta-feira (06/03), em Contagem, na região Metropolitana de Belo Horizonte, o goleiro Bruno negou ter sido o mandante da morte de Eliza Samúdio, mas disse que aceitou o crime.

 

De acordo com o ex-jogador do Flamengo, o ex-policial Civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, teria sido contratado por Luiz Henrique Romão, o Macarrão, para executar Eliza Samudio - com quem Bruno teve um filho.

 

Crédito: Jornal do SBT Manhã

Palavras-chave: Bruno , goleiro , goleiro Bruno , eliza , eliza samúdio , morta , assassinato , julgamento , acusação , tribunal , macarrão , estrangulada , modelo , depoimentos , mandante , crime , culpa , minas gerais , belo horizonte , sítio , sbt ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos