Comercial de cerveja cria polêmica por conteúdo homofóbico

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 29/05/2012 - 11h37

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) divulgou nesta segunda-feira (28/05) um oficio no qual pede que o comercial “Festa de São João”, da marca de cerveja Nova Schin, seja retirado do ar.


O documento foi enviado ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) alegando que a propaganda possui discriminação contra travestis e incentiva a homofobia.


No comercial, um homem interessa-se por uma moça da festa junina, porém, ao chegar perto para conversar, percebe que a mulher é um travesti. Após notar o engano, ele vira motivo de piada entre os amigos. A história é narrada por um repentista que usa linguagem parecida com a literatura de cordel.


De acordo com o presidente da ABGLT, Toni Reis, a associação recebeu denuncias de pessoas que se sentiram ofendidas com a propaganda. “Analisamos o comercial e fizemos uma série de trocas de personagem, tiramos a travesti e colocamos um negro, uma mulher, um judeu. O comercial continuava ofensivo”, comenta, ao explicar a avaliação, que foi feita antes de tomar a decisão de enviar o oficio ao Conar e comunicar a Schincariol.

Palavras-chave: conar , gays , são joão , cerveja , propaganda , transexuais , nova schin , associação , bissexuais , festa junina , homofobia , publicidade , propaganda , travesti , lésbicas , travestis , comercial , ofício ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos