Confusão e violência marcam a Marcha da Maconha em São Paulo

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 21/05/2011 - 17h34

Mais de 500 pessoas participam da Marcha da Maconha na região da Avenida Paulista, junto à Rua Peixoto Gomide, em São Paulo.


Minutos depois de liberar uma passeata em defesa da liberdade de expressão na avenida Paulista, a Polícia Militar atacou os manifestantes com bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e balas de borracha.


Manifestantes, jornalistas que cobriam o evento, motoristas que transitavam no sentido contrário à marcha e pessoas que simplesmente caminhavam pela avenida no momento da confusão foram vítimas da violência policial. O professor de história da Universidade de São Paulo Henrique Carneiro, que participava da marcha, precisou de atendimento médico depois de ser atingido na cabeça por uma bomba de efeito moral. Quatro pessoas foram detidas.


Leia mais no Último Segundo:


Manifestantes e polícia entram em confronto na avenida Paulista


Organizadores da Marcha da Maconha planejam nova manifestação em SP


Palavras-chave: , polícia , imagens , maconha , paulista , tropa , av , avenida , legalização , marcha ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos