Cracolândia desvaloriza imóveis em SP

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 12/03/2011 - 12h06

A imagem rotineira da Cracolândia, em São Paulo, é a de uma massa de duas mil pessoas vivendo no meio do lixo e das drogas.

É assim há pelo menos dez anos e muito pouco foi feito para mudar esse cenário.

Na última reportagem especial de série, você vai ver que, no jogo de empurra entre polícia, órgãos de saúde, governo e entidades de assistência social, a cracolândia muda de lugar e cresce como uma epidemia.

Quem sai ganhando é o tráfico.

Desde julho de 2009, há uma ação que envolve, entre outros orgãos, a polícia, secretarias de saúde municipais e estaduais e Ministério Público para tratar e encaminhar os dependentes químicos do centro de SP.

Agentes de saúde fizeram 130 mil abordagens a usuários ao longo de 1 ano e meio na região.

Apenas 900 pessoas fizeram ou estão em tratamento.

A Universidade Federal de São Paulo acompanhou mais de 100 usuários de drogas. Depois de 12 anos de pesquisa, 25% morreram. 12% foram presos, 20% continuaram com o vício e 40% pararam com as drogas.

Leia notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig

Palavras-chave: desvalorização , centro , crack , cracolândia , decadência , droga , vício , sp ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos