Cristina Kirchner sofre nova derrota

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 11/01/2010 - 21h42

Nova sentença da Justiça Argentina mantém o presidente do Banco Central no cargo.

Agora, o ato que anulava a demissão de Martín Redrado foi transformado em ação ordinária.

Com isso, a apelação do governo levará mais tempo para ser avaliada.

A ação foi tomada pela juíza María Jose Sarmiento, a mesma que anulou dois decretos da presidente Cristina Kirchner, na última sexta-feira (11).

Um sobre o uso de reservas internacionais do Banco Central para pagar dívidas de US$ 6,5 bilhões.

Outro, sobre a demissão do chefe da instituição, Martín Redrado, contrário à utilização das reservas do BC para pagar dívidas.

Até então, ambas as ações, que vinham sendo tratadas por meio de medidas cautelares, podiam ser derrubadas em 48 horas.

Mas com a nova sentença, qualquer decisão legal envolvendo esses assuntos, só poderá sair dentro de cinco dias úteis.

O que fará com que a apelação do governo argentino sobre a anulação dos decretos fique apenas para semana que vem.

Leia notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig

Palavras-chave: argentina , Cristina Kirchner , banco central , derrota , cargo , presidente ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos