Decretada prisão de suspeito de matar irmãs

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 30/03/2011 - 21h08

A Justiça decretou nesta quarta-feira (30/03) a prisão do suspeito de matar Josely Laurentina de Oliveira, de 17 anos, e Juliana Vania de Oliveira, de 15, as duas irmãs que viviam em Cunha, município do interior paulista.


Uma ex-namorada disse à polícia que antes de fugir, o suspeito Ananias dos Santos encontrou os corpos de Josely e Juliana de Oliveira na mata. O suspeito, no entanto, não admitiu ter matado as garotas.


O pai das meninas assassinadas, José Benedito de Oliveira , disse que o principal suspeito do crime o procurou um dia depois do desaparecimento das jovens. Ele queria que o lavrador escondesse uma arma em casa. José recusou e Ananias desapareceu. O ex-presidiário era foragido da cadeia de Tremembé, também no interior paulista.


Josely e Juliana foram encontradas mortas em um terreno da zona rural de Cunha. As irmãs estavam desaparecidas desde quarta-feira (23/03), quando voltavam da escola, de ônibus. A perícia constatou que elas foram baleadas várias vezes.


Cerca de 1500 pessoas acompanharam, na manhã de terça-feira (29), o enterro das irmâs, em Cunha. O assassinato das irmãs chocou os moradores da cidade.


Leia mais notícias sobre o Brasil e o mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: investigação , crime , suspeitos , polícias , município , decreto , irmãs adolescentes , assassinato , São Paulo , josely laurentina de oliveira , zona rural , cidade , funeral , enterro , josé benedito de oliveira , adolescentes , polícia , assassinos , corpos , band , pai , juliana vânia de oliveira , irmãs , prisão , interior , suspeito , criminosos , desaparecimento , cunha ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos