Delegado acusado de agredir cadeirante é condenado

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 17/08/2011 - 19h11

O delegado Damásio Marino, acusado de agredir o advogado e deficiente físico Anatole Magalhães Macedo Morandini, no dia 17 janeiro deste ano, em São José dos Campos, São Paulo, foi condenado nesta quarta-feira (17/08) a três meses de prisão.


O delegado tem o direito de recorrer da decisão em liberdade.


Segundo a sentença, Marino teria sido repreendido pelo advogado por haver estacionado seu veículo em vaga destinada a deficientes. Neste momento, o delegado xingou a vítima de "aleijado filho da p...". Em seguida o advogado, que estava numa cadeira de rodas, teria cuspido contra o veículo do acusado, que deixou o automóvel, sacou a arma e desferiu dois golpes contra sua cabeça.


Leia mais em Último Segundo:


Delegado acusado de agredir cadeirante é condenado

Palavras-chave: prisão , investigação , cadeirante , Band News , agressão , São José dos Campos , polícia , deficiente físico , acusação ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos