Emissários dos EUA discutem retaliação do Brasil

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 09/03/2010 - 14h44

Os Estados Unidos tentam reverter ou amenizar a retaliação comercial que será aplicada pelo Brasil, aos produtos importados do país.

Nesta terça-feira, dois emissários americanos chegam a Brasília para discutir sobre as sanções, avaliadas em US$ 591 milhões.

A retaliação brasileira aos produtos importados dos Estados Unidos foi autorizada pela Organização Mundial do Comércio em agosto do ano passado.

Na época, os americanos foram condenados por dar subsídios aos produtores de algodão do país.

O governo basileiro divulgou a lista de itens que vão sofrer maior taxação pelos próximos 30 dias.

Entre eles estão cosméticos, eletrônicos, jóias, produtos agrícolas, remédios, têxteis, veículos e alimentos.

No caso dos carros, a alíquota saltou de 35% para 50%. A Casa Branca disse estar "decepcionada" pela retaliação do Brasil.

O Financial Times publicou que a retaliação brasileira à importação de produtos dos Estados Unidos ameaça provocar uma guerra comercial entre os dois países.

De acordo com o jornal britânico, representantes bilaterais tentam resolver o assunto e discutem a possibilidade dos americanos transferirem tecnologia aos produtores de algodão do Brasil.

Em outro trecho, o Financial Times destaca que "cada vez mais os parceiros comerciais dos Estados Unidos estão reagindo à pressão do país".

Leia notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig





Palavras-chave: retaliação comercial , estados unidos , produtos importados , brasil , emissários , negociação ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos