Envolvidos em caso de escrivã nua prestam depoimento em SP

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 04/08/2011 - 11h59

Os delegados Eduardo Henrique de Carvalho Filho e Gustavo Henrique Gonçalves, envolvidos no caso da escrivã que foi despida à força em uma revista na Corregedoria da Polícia Civil, faltaram à audiência que está sendo realizada na tarde desta quarta-feira (3/08), na Assembleia Legislativa de São Paulo.


De acordo com a assessoria de imprensa da Alesp, eles enviaram um documento que justificava a falta afirmando que “não estavam com a agenda livre”.


Eles haviam sido convidados pela Comissão de Direitos Humanos da Casa, que já ouviu nesta tarde o procurador Jefferson Aparecido Dias e o advogado da escrivã, Fábio Guedes Garcia da Silveira. Em seguida, prestou depoimento a antiga diretora da corregedoria da Polícia Civil de São Paulo, delegada Maria Inês Trefiglio.


Todos os membros da comissão presentes na audiência votaram a favor de que, agora, os delegados sejam convocados pela Casa a prestar esclarecimentos sobre o caso. Desta vez, eles deverão ser ouvidos em datas diferentes.


Fazem parte da comissão os deputados: Ari Fossen (PSDB), Olimpio Gomes (PDT), Leci Brandão (PCdoB), Rita Passos (PV), Marco Aurélio de Souza (PT) e o presidente da comissão, Adriano Diogo (PT).


Ainda devem ser ouvidos o diretor responsável pela Corregedoria da Polícia Civil, delegado Délio Montresor.


Leia mais notícias do Brasil e do mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: escrivã , depoimento , força , comissão , assembléia legislativa , caso , São Paulo , despir , nua ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos