Família tenta provar inocência de jovem acusado de roubo

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 06/11/2012 - 10h36

No último dia 28/10, Luiz Gustavo Romão Ocana, de 26 anos, saiu para votar na Vila Brasilândia, zona norte de São Paulo, quando foi abordado por dois criminosos em um assalto e acabou baleado.


A bala que o atingiu ficou alojada a 2 mm do coração e a 1 mm da artéria aorta. Após escapar da morte, Luiz Gustavo enfrenta uma nova batalha, a de provar sua inocência.


O jovem é acusado de roubar uma motocicleta durante tentativa de assalto aum Policial Militar.


Após um dia de internação, Luiz saiu algemado do hospital direto para o 72º DP, onde permanece preso.


Indignada, a família reuniu diversas provas da inocência do jovem, como testemunhas do assalto e laudo de um armeiro mostrando a diferença entre os calibres das balas que estão alojadas em Luiz e da arma apreendida do PM, que supostamente foi assaltado pelo acusado.


Crédito: SBT Brasil


Leia mais notícias do Brasil e do mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: injustiça , jovem , polícia , baleado , cadeia , justiça , família , sbt , roubo , policial , acusação , bala , inocência , hospital , prisão , pm ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos