Genética explica gêmeos em cidade do RS

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 25/03/2011 - 19h46

Nos últimos 80 anos nasceram 140 pares de gêmeos na pequena comunidade de Cândido Godói, no Rio Grande do Sul, que tem menos de sete mil habitantes.


Em Cândido Godói, a taxa de partos duplos é dez vezes maior que a média nacional. No Brasil, para cada cem nascimentos, um é de gêmeos. Em Cândido Godói nascem gêmeos a cada dez partos.


Já surgiram várias explicações para o grande número de gêmeos. A maior polêmica foi a de que o fenômeno seria fruto de experiências genéticas de um médico nazista Joseph Mengele que teria passado na região na década de 70. Outra lenda é de que a água de um poço teria o poder da fertilidade.


Cientistas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) revelaram nesta sexta-feira (25/03) o resultado de uma pesquisa que durou dois anos.


Eles descartaram a participação do médico alemão e afirmaram que a alta incidência dos gêmeos está relacionada à variação do gene p53, que protege e aumenta a chance de sobrevivência dos embriões no útero.


Como as famílias viveram isoladas por muito tempo e se relacionavam entre si, o gene se espalhou.


Leia mais sobre os gêmeos de Cândido Godói em Último Segundo:


Gene explica por que cidade gaúcha é capital mundial dos gêmeos

http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/rs/gene+explica+por+que+cidade+gaucha+e+capital+mundial+dos+gemeos/n1238191227614.html

Palavras-chave: Band , gêmeos , Rio Grande do Sul , RS , UFRGS , mengele , cândido Godóy , partos duplos , ciência , gene p53 , joseph mengele , genética , da Universidade Federal do Rio Grande do Sul ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos