Justiça prorroga prisão dos PMs envolvidos no caso Juan

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 23/08/2011 - 14h47

A Justiça prorrogou por mais 30 dias a prisão temporária dos quatro PMs acusados de envolvimento na morte do menino Juan, 11 anos, morto em junho de 2011 na favela Danon, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.


A decisão foi tomada pela juíza Bianca Paes Noto, da 4ª vara criminal de Nova Iguaçu, que acolheu pedido do Ministério Público.


Atualmente, os quatro agentes estão presos temporariamente acusados de dois homicídios (de Juan Morais Neves e Igor Souza Afonso) e de duas tentativas de homicídio (de Wesley Felipe Moraes da Silva e Wanderson dos Santos de Assis), todos duplamente qualificados por motivo torpe e emprego de recurso que dificultou a defesa das vítimas.


Leia mais notícias do Brasil e do Mundo no Último Segundo.

Palavras-chave: temporária , prorrogação , menino , justiça , comunidade , Juan Morais , Rio de Janeiro , Baixada Fluminense , prisão , caso Juan , vítima , Band News , morte , acusação , favela , Nova Iguaçu , Juan ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos