Líder religioso cubano é morto no RJ

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 02/02/2011 - 21h18

O líder religioso e jornalista cubando Rafael Zamora Dias foi executado a tiros no Rio de Janeiro. Ele já havia recebido ameaças de morte e chegou a denunciar a perseguição a autoridades do Estado, mas não recebeu proteção.

A família afirma que o crime tenha motivos passionais. Ela acredita que o ex-marido de uma ex-namorada do cubano seja o mandante do assassinato.

O irmão da vítima diz que as ameaças eram frequentes. Um dossiê com mensagens enviadas por e-mail está nas mãos da polícia.

No ano passado, este documento já havia sido entregue ao Ministério Público, OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

O líder religioso foi morto quando estava estacionando o carro a poucos metros de sua casa, no bairro do Cosme Velho, zona sul da cidade. Segundo a polícia, a execução deve ter sido feita por um assassino profissional, que disparou sete vezes.

Há vinte anos no Brasil, Zamora Dias era presidente da Socidade de Cultura Afro-cubana no país. Ele fazia trabalhos socias no Rio de Janeiro.

O nome do suspeito é mantido sob sigilo para não atrapalhar as investigações.

O corpo de Rafael Zamora Dias foi sepultado na tarde desta quarta-feira (02/02).

Leia notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig

Palavras-chave: cubano , assassinado , morte , rio de janeiro ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos