MG: Telefonemas comprovam ligação de criminosos com ataques a ônibus

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 20/05/2011 - 20h34

Ligações telefônicas, interceptadas pela polícia, comprovaram que as ordens para atacar ônibus na Grande Belo Horizonte partiram mesmo do presídio de segurança máxima Nelson Hungria.


Escutas telefônicas comprovaram a ligação do criminoso Cleverson Silva com os atentados. Em uma conversa com a irmã, ele, que cumpre pena de 50 anos de prisão por tráfico de drogas e homicídios, comemorou as ações.


A intenção dos presos era ainda maior e estava prestes a ser concretizada. Segundo a polícia, eles planejavam explodir quatro viadutos na capital mineira. Embaixo dele, foram encontradas 149 bananas de dinamite na semana passada.


Os crimes teriam sido motivados após a troca do diretor do presídio e da realização de uma operação pente fino dentro da penitenciária.


Leia mais notícias sobre o Brasil e o Mundo em Último Segundo.


Palavras-chave: penitenciária , band , telefonemas , presídio , escutas telefônicas , interceptações , belo horizonte , criminosos , atentatos , ataques , ligações telefônicas , escuta telefônica , polícia , minas gerais , ônibus , grande belo horizonte , nelson hungria ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos