Minerador boliviano recusa oferta de Morales

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 13/10/2010 - 11h00

O minerador boliviano Carlos Mamani, o único estrangeiro entre os trabalhadores que ficaram presos na mina San José, agradeceu hoje a oferta feita pessoalmente pelo presidente Evo Morales de retornar ao seu país, mas disse que por enquanto ficará no Chile.

Morales chegou na manhã desta quarta-feira à cidade de Copiapó, a 800 quilômetros de Santiago, e se deslocou até a mina San José para visitar Mamani, que desde seu resgate, nesta madrugada, permanece sob observação médica no hospital de campanha.

Saiba mais

'Não nos tratem como artistas', pede mineiro

Saiba quem são os 33 homens presos na mina

Jornal chileno divulga lista com ordem de saída da mina





Palavras-chave: resgate , chile , mineiros , vídeo ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos