Pai de aluna fala sobre momentos de desespero em escola no RJ

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 07/04/2011 - 18h10

Massacre no Rio de Janeiro.


Um jovem armado invadiu uma escola municipal, em Realengo, e abriu fogo contra os alunos.


De acordo com a polícia, o atirador identificado como Wellington Menezes de Oliveira foi aluno da instituição Tasso da Silveira.


O jovem de 23 anos entrou no colégio por volta das oito horas da manhã e alegou que faria uma palestra, em homenagem aos 40 anos da unidade.


Elcimar Santos, que é pai de um aluno, disse que ajudou no resgate dos estudantes, que saíram ensanguentados da escola. Afirmou que ficou preocupado em encontrar a filha, mas não podia entrar no local, porque o atirador ainda estava em ação.


Armado com dois revólveres, o criminoso invadiu uma sala de aula e disparou várias vezes. Quando a PM chegou, ele foi atingido por um tiro na perna e depois se matou.


Cerca de 400 alunos estavam na escola, no momento do atentado.


O atirador deixou uma carta, com inscrições confusas, mas que mostravam ideologias muçulmanas. A polícia informou que Wellington não tinha antecedentes criminais.

Palavras-chave: Colégio Tasso da Silveira , tiroteio em escola , ensanguentadas , realengo , tiroteio em escola , rio de janeiro , momento da tragédia , crianças , tiroteio em escola , resgate , atirador , helicópteros ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos