Polícia investiga morte de estudante dentro de universidade

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 25/08/2012 - 12h27

A PM de São Paulo vai investigar a morte de uma estudante dentro de uma universidade como omissão de socorro. Angelita Pinto Simões Caldas, de 28 anos, sofria de arritmia cardíaca, uma alteração de frequência e no ritmo dos batimentos no coração, e passou mal na hora do intervalo. Mas, segundo a família, demorou para ser atendida e morreu no local.


Em depoimento à polícia, testemunhas disseram que o resgate teria sido chamado às 21h30, mas só chegou 42 minutos depois. Mas de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o SAMU só recebeu o chamado às 21h46, e que os médicos chegaram no local às 22h05, e que durante esse período um atendente teria orientado os estudantes.


A universidade FMU - Faculdades Metropolitanas Unidas - também garante que não houve demora. Em nota, informou que a aluna foi socorrida às 21h51 por um bombeiro que estava no campus.


Alunos da faculdade disseram que no local não há atendimento médico para casos de emergências, mas a FMU rebate e diz que tem toda a infraestrutura necessária.


Crédito: SBT Brasil

Palavras-chave: sbt , fmu , polícia , faculdade , sbt brasil , estudante , morte , são paulo , cardíaca , angelita , , universidade ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos