Polícia quer ouvir de novo pai de Lavínia

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 04/03/2011 - 17h39

Robson Costa, o delegado responsável pela investigação da morte da menina Lavínia, quer interrogar novamente o pai da criança, Rony dos Santos de Oliveira. Parentes de Rony disseram à polícia que não sabiam do caso extraconjugal.

A Polícia Civil quer entender como Lavínia foi levada, no meio da madrugada de segunda-feira (28/02), de dentro de casa, e encontrada dois dias depois, morta, embaixo da cama de um quarto de hotel, no centro de Duque de Caxias, na Baixada Flumimense.

Na quinta-feira (04/03), cerca de 400 pessoas foram ao enterro da menina de seis anos, morta pela amante do pai, Luciene Santana. Parentes passaram mal e muitos gritaram em protesto.

Luciene confessou o crime. Ela teria esganado a menina por vingança e ganância, pois Rony não queria morar com ela e teria negado R$ 2 mil para que a amante comprasse um carro.

Imagens divulgadas pela polícia mostram a mulher, de blusa listrada, saindo de um ônibus com Lavínia, de blusa laranja. As duas estavam de mãos dadas, por volta das 5h30 da manhã de segunda-feira.

Nas imagens captadas pelas câmeras do veículo é possível vê-las andando pela rua. A polícia descobriu o ônibus em que elas viajaram depois de rastrear o vale transporte de Luciene. Ela já está presa.

Leia notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig





Palavras-chave: lavínia , assassinato , Investigações , Luciene, Rony ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos