Prioridade é encontrar caixas-pretas

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 02/06/2009 - 18h41

A França enviou dois navios da Marinha e o barco de exploração "Pourquoi Pas", do Instituto Francês de Pesquisas Marítimas, à região em que foram achados destroços do voo 447 da Air France.


A embarcação de pesquisa leva a bordo um submarino-robô, capaz de analisar precisamente o solo do fundo do oceano Atlântico.


O ministro do Desenvolvimento do país Jean-Louis Borloo afirmou que a prioridade é encontrar as caixas-pretas da aeronave.


O ministro explicou que o navio, que tem capacidade para trabalhar em até 4 mil metros de profundidade, e o submarino, que atua em até 6 mil metros, poderão explorar 97% da superfície do fundo do mar delimitado.


As caixas pretas emitem sinais de alerta por até 30 dias, justamente para permitir a localização, após acidentes.


Dois aviões da Força Aérea francesa ainda vasculham águas internacionais, perto dos limites marítimos do Brasil, onde foram avistados destroços.


Leia mais sobre o acidente com o voo 447 da Air France no portal Último Segundo.


Palavras-chave: airbus , oceano , submarino-robô , buscas , fundo do mar , voo , air france , radares , tragédia , caixa-preta , navio , acidente ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos