Professora morre em salto de paraquedas

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 20/01/2011 - 21h15

A professora universitária Sônia Stamm, 57 anos, morreu na tarde de domingo (16/01) em um salto de paraquedas em Pato Branco, no interior do Paraná.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ela morreu na hora ao cair em uma área rural, próxima ao aeroporto da cidade.

A professora ganhou o salto de presente de aniversário do marido.

De acordo com o instrutor de Sônia, Marcos Macagnan, a professora estava em seu sexto salto. Segundo ele, no momento da saída, Sônia se desequilibrou e seu pé se enroscou nas linhas do paraquedas, que ficou em giro.

Na modalidade em que a professora saltava, o paraquedas abre automaticamente.

Com o equipamento apresentando problemas, a aluna tinha um tempo definido para se desconectar do paraquedas principal e abrir o reserva. Conforme Marcos, ela acionou o segundo equipamento muito próximo do solo. Ainda segundo ele, Sônia foi avisada também pelo rádio sobre os procedimentos.

A professora já havia realizado três saltos quando ganhou de presente do marido mais quatro. No sábado, ela havia saltado duas vezes e, no domingo, realizaria os outros dois.

Leia notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig



Palavras-chave: morte , salto , paraquedas , paraná , professoras ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos