Relatório sobre crime omite neonazismo

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 12/02/2009 - 15h27

A Polícia da Suíça divulga o primeiro relatório sobre o caso da brasileira Paula Oliveira, e não menciona a participação de neonazistas na agressão.
As autoridades do país afirmaram que os ferimentos da advogada são considerados "incertos". O documento faz um apelo para que possíveis testemunhas do caso ajudem nas investigações.
Nesta quinta-feira, o chanceler brasileiro, Celso Amorim, determinou a convocação do embaixador da Suíça no Brasil, Wilhelm Meier, para cobrar investigação sobre a agressão em Zurique.
Amorim também telefonou para a cônsul-geral do Brasil na Suíça, Vitória Clever. Ele quer pressão total sobre a polícia suíça na apuração do caso.

Palavras-chave: agressão , suíça , vítima , neonazismo , brasileira ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos