Sarney afirma que a crise não é dele

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 17/06/2009 - 08h09

O Ministério Público Federal abre um inquérito civil público, para investigar os chamados atos secretos do Senado.

Em discurso na tribuna, o presidente da casa, José Sarney, disse que a crise não é dele, mas sim, da instituição.

Ele pediu a demissão da sobrinha, do gabinete do senador Delcídio Amaral, do PT.

Os colegas de parlamento cobraram medidas práticas.

Leia mais no Último Segundo:



Lula critica sequência de denúncias sobre
o Senado e defende José Sarney





Palavras-chave: senado , José Sarney , parlamento , denúncia , crise ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos