SP: Burocracia atrapalha expansão do metrô

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 27/04/2011 - 20h29

Todos os dias milhões de passageiros sofrem com a superlotação de ônibus e trens nas grandes cidades brasileiras. E nos próximos anos, a tendência é que a situação piore.


São Paulo é um exemplo dessa saturação. O metrô, que é a principal alternativa apontada por especialistas, esbarra na burocracia para expandir suas linhas. O prazo médio para uma obra sair do papel chega a três anos.


E quatro anos depois do aparecimento de uma gigantesca cratera no canteiro de obras, a estação Pinheiros da linha-4 Amarela vai ser inaugurada, em menos de três semanas. Em janeiro de 2007 uma cratera se abriu com o colapso de um túnel que estava sendo construído, causando a morte de sete pessoas, nessa mesma estação.


O buraco de 80 metros de diâmetro arrastou carros e até caminhões. Sete imóveis na vizinhança tiveram que ser demolidos por causa do acidente.


Agora, a estação Pinheiros será inaugurada no dia 16 de maio. Segundo o secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, as outras estações que já funcionam vão ter o horário ampliado a partir da próxima segunda-feira.


A declaração foi dada na terça-feira (26/04), em evento de entrega de novos trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).


O governador Geraldo Alckmin e o secretário Jurandir Fernandes entregaram mais três novos trens com oito carros cada para operação nas linhas da CPTM.


Leia mais sobre o Brasil e o mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: metrô , são paulo , burocracia , estação pinheiros , expansão , pinheiros , linha amarela , acidente , linha 4 , construção , estação , CPTM , inauguração , companhia paulista de trens metropolitanos , linha 4-amarela , band ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos