TJ nega indenização a Chipkevitch

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Brasil | 20/08/2009 - 16h02

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou pedido de indenização ao ex-pediatra Eugênio Chipkevitch.

Chipkevitch havia entrado com pedido de indenização por danos morais, contra a revista "Isto É", que o chamou de "monstro" em uma reportagem publicada em 2006.

Segundo a Justiça paulista, o adjetivo é uma consequência natural dos crimes cometidos por ele.

Eugênio Chipkevitch foi condenado a 114 anos de prisão, por atentado violento ao pudor, ao abusar de menores durante consultas médicas.

Ele está detido em um presídio de São Paulo, desde março de 2002.

Acompanhe as notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

Palavras-chave: pedófilo , Justiça , danos morais , menores , prisão , consultório , indenização , abuso , médico , sexual , pedofilia , Eugênio Chipkevitch ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos