Astrônomos descobrem o quasar mais distante já encontrado

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Ciência | 29/06/2011 - 17h16

Astrônomos europeus encontraram o quasar mais distante descoberto até o momento, a partir das observações realizadas com o telescópio de longo alcance do Observatório Austral Europeu (ISSO), em Cerro Paranal, no Chile, e outros telescópios.


De acordo com Richard Hook, porta-voz do ISSO de Garching, no sul da Alemanha, se trata do objeto mais luminoso descoberto até agora no Universo primordial, que é alimentado por um buraco negro que possui dois bilhões de vezes a massa do Sol.


"Este quasar é uma evidência vital do Universo primordial. É um objeto muito raro que nos ajudará a entender como cresceram os buracos negros supermassivos em poucas centenas de milhões de anos depois do Big Bang", disse Stephen Warren, líder da equipe de astrônomos, em uma nota do ISSO.


A luz deste quasar, chamado ULAS J1120+0641, demorou 12,9 bilhões de anos para chegar aos telescópios da Terra, por isso que é visto como era quando o Universo tinha apenas 770 milhões de anos.


Leia mais em Último Segundo:


Astrônomos descobrem o quasar mais distante já encontrado

Palavras-chave: Terra , astrônomos , buraco , , observatório , ciência , europeus , telescópio , Europa , quasar , telescópios ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos