Britânico e japonês ganham prêmio Nobel de Medicina

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Ciência | 09/10/2012 - 11h59

O britânico John B. Gurdon e o japonês Shinya Yamanaka foram agraciados nesta segunda-feira (08/10) com o Prêmio Nobel de Medicina 2012, anunciou o Instituto Karolinska de Estocolmo.


Os cientistas foram premiados por descobrir como se pode "reprogramar" células maduras para que se "transformem em células imaturas capazes de se transformar em qualquer tipo de tecido", o que "revolucionou" a compreensão científica de como "se desenvolvem as células e os organismos".


Os vencedores do prêmio, dotado com 8 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 2,5 milhões), 20% menos que em 2011, sucedem os imunologistas Bruce A. Beutler, Jules A. Hoffmann e Ralph M. Steinman. Este trio obteve o Nobel de Medicina de 2011 por sua descrição do sistema imunológico humano, uma contribuição fundamental na luta contra doenças contagiosas e para o desenvolvimento de vacinas.


Leia mais em iG Ciência.

Palavras-chave: reuters , imaturo , japoneses , nobel de medicina , ciência , nobel , britânicos , britânicas , células , britânico , japonesas , médicos , medicina , britânica , prêmio nobel , revolução , japonesa , imaturas , prêmio , desenvolvimento , japão , cientistas , premiação , células-tronco , organismos , vencedores , vencedor , japonês , médico ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos