Cérebro de peixe extinto é descoberto

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Ciência | 05/03/2009 - 11h30

Uma equipe de cientistas franceses e americanos descobriu um cérebro fossilizado de 300 milhões de anos pertencente a um peixe hoje extinto da família dos tubarões e das raias, que media até 50 centímetros. Segundo divulgou o Centro Nacional da Pesquisa Científica (CNRS) de Paris, esta é "a primeira vez" em que se encontram tecidos de um cérebro fossilizado tão antigo.


Descoberto "por acaso" no Kansas (EUA), o cérebro do peixe foi observado graças à técnica da holotomografia por raios X, que revelou uma forma alongada e simétrica situada em uma posição idêntica à do cérebro, relataram os pesquisadores na revista "Proceedings of the National Academy of Sciences" (Pnas). "A reconstrução em 3D mostra as diferentes partes do cérebro, como o cerebelo, a medula espinhal, os lóbulos ópticos e os nervos", enquanto o cérebro anterior é a única parte que não se pôde localizar, talvez por ser delgado demais para se mineralizar.

Palavras-chave: cérebro , fóssil , extinção , peixe , pesquisa , ciência ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos