Coração de rato volta a bater com células-tronco humanas

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Ciência | 15/08/2013 - 18h43

Uma equipe da Universidade de Pittsburgh conseguiu criar um coração funcional. A diferença é que foram usadas exclusivamente células-tronco humanas de um doador adulto.

Os cientistas cultivaram células-tronco pluripotentes induzidas (chamadas de células iPS, tipo de célula conseguida artificialmente através da estimulação de células adultas comuns, como as epiteliais) e as induziram a se transformar em células cardiovasculares.

Um coração de rato foi “lavado” a fim de que os tecidos vivos fossem removidos, deixando um esqueleto de colágeno que preserva as estruturas do órgão. As células foram então transplantadas e o coração foi posto para “cozinhar”.

Após algumas semanas e com o acompanhamento constante, as células se especializaram e reconstruíram o órgão, que se contrai num ritmo de 40 a 50 batidas por minuto. Ainda é um número tímido, mas é um resultado considerável. A pesquisa foi publicada na Nature.

Palavras-chave: rato , células-tronco , cientistas , ciência , transplante , cientista , coração , reuters ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos