Ondas do mar poderão produzir energia para abastecer a Austrália

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Ciência | 13/08/2012 - 14h48

A energia das ondas provém do aproveitamento das ondas oceânicas. É uma energia "limpa", isto é, sem quaisquer custos para o ambiente.


No Ceará já temos uma usina que explora a energia limpa das ondas. Começou no porto de Pacém, a 60 km de Fortaleza. O local é um laboratório em escala real, onde serão ampliados os horizontes da produção energética limpa e renovável.


O potencial é grande, asseguram. O litoral brasileiro, de cerca de 8 mil quilômetros de extensão, é capaz de receber usinas de ondas que produziriam 87 gigawatts. Na prática, de acordo com especialistas da Coppe, que desenvolve a tecnologia, é possível converter cerca de 20% disto em energia elétrica, o que equivaleria a 17% da capacidade total instalada no país.


A primeira instalação de equipamentos para gerar este tipo de energia ocorreu em 2008 em Portugal, no Parque de Ondas da Aguçadoura, a cerca de três milhas náuticas de Aguçadoura, no município da Póvoa de Varzim.


Leia mais no iG Ciência.

Palavras-chave: , Ceará , Ondas do mar , Austrália , fontes , projeto , zoomin , ciência , energia limpa , sustentabilidade ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos