Pesquisadores espanhóis descobrem rocha

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Ciência | 03/12/2010 - 15h41

Uma equipe de pesquisadores do Instituto Geológico e Mineiro da Espanha (IGME) descobriu na caverna do Soplao, na Cantábria (norte da Espanha), bactérias fossilizadas únicas no mundo, que viveram há um milhão de anos em um antigo rio subterrâneo hoje inativo.

Este achado, que foi publicado no último número da revista Geology, abre uma nova linha de pesquisa na Soplao, uma caverna conhecida por suas estalactites excêntricas e pela jazida de âmbar que também foi descoberta por pesquisadores do IGME.

De acordo com o pesquisador do IGME Rafael Lozano as "rochas biológicas" se formaram há mais de um milhão de anos em um rio subterrâneo hoje praticamente inativo e estão constituídas principalmente por óxidos de manganês e não pelo habitual carbonato cálcico.



Palavras-chave: espanhóis , Rochas , ciência , bactérias , fossilizadas , pesquisadores , únicas ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos