Quase cem anos depois, exploradores repetem viagem épica à Antártida

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Ciência | 03/12/2012 - 13h02

Um grupo de aventureiros vai recriar, em 2013, a viagem épica realizada à Antártida, em 1916, pelo lendário explorador anglo-irlandês Ernest Shackleton (1874-1922).


Liderado pelo explorador anglo-australiano Tim Jarvis, o grupo vai repetir o feito de Shackleton usando o equipamento e a comida disponíveis há quase cem anos.


A única vantagem que os exploradores modernos têm sobre Shackleton é levarem a bordo equipamento sofisticado de emergência.


A embarcação de 6,9 metros foi batizada como "Alexandra Shackleton" em honra da neta de Ernest Shackleton - uma réplica da autêntica baleeira "James Caird", que o explorador usou em 1916.


Em 1914, Shackleton embarcou no navio "Endurance" para a sua terceira viagem à Antártida e planejava atravessar a região via polo Sul.


Contudo, em 1915, o barco encalhou e afundou ao fim de dez meses, ao ser esmagado pelo gelo.


Depois de viver sobre gelo flutuante, Ernest Shackleton e mais cinco companheiros partiram em três pequenas embarcações para a ilha Elefante, ao largo da Península Antártida.


Da ilha, o explorador e a sua equipe fizeram uma viagem de 1.300 quilômetros até à ilha de Geórgia do Sul, com o barco "James Caird", chegando ao seu destino 16 dias depois, em 1916.


Os novos aventureiros vão partir da ilha Elefante no início de 2013 e também recriar a árdua viagem até à ilha de Geórgia do Sul.


Leia mais em iG Ciência.

Palavras-chave: exploradores , tim jarvis , navio , antártica , épica , aventureiro , aventura , ernest Shackleton , antártida , explorador , cem anos , viagem , reuters ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos