Economia e moeda japonesas são alvos do G-20 em Moscou

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Economia | 19/02/2013 - 12h06

O ministro das Finanças do Japão, Taro Aso, afirmou que seu país permanece comprometido com os princípios do grupo dos vinte países industriais e em desenvolvimento (G-20) relacionados as moedas.

 

O comunicado divulgado após o encontro de ministros das finanças do G-20 afirma o compromisso do grupo com taxas de câmbio determinadas pelo mercado, flexibilidade de câmbio para refletir fundamentos subjacentes e para evitar a desvalorização das moedas com intuito competitivo.

 

"O Japão segue comprometido a tais princípios", disse Aso em entrevista para a imprensa após o encontro. Ele afirmou também que seus companheiros no G-20 compreenderam as novas e mais agressivas abordagens do governo em relação as políticas fiscais e monetárias.

 

A aceleração no ritmo da flexibilização monetária adotada pelo Banco do Japão, junto as indicações dadas por autoridades sêniores do governo de que o iene mais fraco é desejável, provocaram depreciação forte da moeda japonesa e a suspeita internacionalmente de que o governo poderia estar manipulando a taxa de câmbio para beneficiar seus exportadores.

 

Leia mais em iG Economia

Palavras-chave: economia , japão , japonês , japoneses , japonesa , japonesas , finanças , deflação , inflação , meta , ativos , compra , venda , bolsa , bolsas , compromisso , zoomin , banco central , G-20 , moeda , moscou ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos