Saída do Reino Unido da UE pode prejudicar economia do país

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Economia | 03/06/2013 - 12h18

O ex-primeiro-ministro trabalhista britânico Tony Blair afirmou, este domingo, que seria um "enorme problema" para o Reino Unido se o país, por escolha em referendo, abandonasse a União Europeia.

Em declarações à BBC, Tony Blair afirmou que uma hipotética decisão de deixar a União Europeia reduziria o "peso" que atualmente tem em termos mundiais.

O atual primeiro-ministro, o conservador David Cameron, prometeu que levará a referendo a continuação do Reino Unido na União Europeia, antes de final de 2017, caso o seu partido vença as eleições previstas em 2015.
"Encontramo-nos numa situação incerta. Perguntam-me [na Europa] se o Reino Unido vai deixar a Europa. Não posso responder a essa pergunta de forma concludente agora", afirmou Blair.

Segundo Tony Blair não é "sensato" realizar o referendo, pois "se o Reino Unido quiser sair da Europa, seria uma enorme problema para o país"."Se queremos exercer peso e influência e poder no mundo; porque queremos sair da maior união política e mercado económico que temos ao voltar da esquina", questionou Tony Blair.

Leia mais em iG Economia.

Palavras-chave: economia , abandonar , união europeia , europa , europeia , britânico , tony blair , reino unido , crise , zoomin ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos