20 mil pessoas buscam refúgio no prédio da ONU no Sudão do Sul

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 19/12/2013 - 12h36

O Secretário-Geral da ONU anunciou nesta quarta-feira, que tem recebido relatos de assassinatos e pessoas feridas no Sudão do Sul e que a organização já iniciou um processo de verificação das denúncias.

Cerca de 20 mil pessoas estão buscando refúgio nas instalações da ONU na capital do Sudão do Sul, Juba, depois de violentos combates eclodirem no país mais novo do mundo no domingo.

O Presidente do Sudão do Sul, Salva Kiir, disse na última segunda-feira (16/12), que seu governo havia frustrado uma tentativa de golpe por um grupo de soldados leais ao ex-vice-presidente.

Sudão do Sul tem sido assolado pela violência étnica desde que pacificamente se separou do Sudão em 2011 após décadas de guerra civil.

Leia mais notícias do Brasil e do mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: sudão , áfrica , africanos , guerra civil , refúgio , ONU , sudão do sul , violência , separação , guerra , zoomin ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos