Ataque a líder pró-governo na Tailândia

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 17/04/2009 - 09h09

O governo da Tailândia decidiu manter o estado de exceção decretado no domingo passado na capital Bancoc e cinco Províncias vizinhas.

A medida foi tomada depois do atentado contra Sonthi Limthongkul, principal líder do movimento dos "camisas amarelas", pró-governo e opositor ao ex-premiê Thaksin Shinawatra.

O político, de 61 anos, foi alvo de uma emboscada quando seguia para a gravação de um programa de TV de sua própria emissora.

Segundo as autoridades, ao menos dois agressores, armados com fuzis automáticos, abriram fogo contra o carro de Sondhi em uma rua de Bancoc, ferindo três pessoas, incluindo o líder monarquista.

Ele foi submetido a uma cirurgia de duas horas para a retirada de fragmentos de bala e está em boas condições, anunciou o porto voz e Sonhu.

Palavras-chave: feridos , Tailândia , ataque , Sonthi Limthongkul , pró-governo , líder , camisas amarelas , atentando ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos