Ativista chinês Hu Jia é libertado após três anos de prisão

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 26/06/2011 - 13h45

O ativista de direitos humanos Hu Jia, ganhador em 2008 do Prêmio Sakharov para a Liberdade de Pensamento, foi libertado neste domingo (26/06), após cumprir três anos e meio de prisão, acusado pelo regime chinês de "subversão", de acordo com uma mensagem de sua esposa, Zeng Jinyan, no microblog Twitter.


Ele chegou a sua casa às 2h30 da madrugada de domingo (15h30 de sábado pelo horário de Brasília) "calmo e muito feliz", segundo Zeng, também ativista, que preferiu manter silêncio até a libertação do marido.


Agora, em sua mensagem no Twitter, ela disse que Hu já estava com a família e precisava descansar.


A imprensa oficial chinesa não repercutiu a libertação de Hu, ativista de 37 anos que, segundo a esposa, sofre de hepatite B, doença agravada durante o período na prisão.


Leia mais notícias do Brasil e do mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: subversão , prisão , Hu Jia , Twitter , China , esposa , libertação , chinês , ativista , liberdade ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos