Autor de massacre da Noruega sofre de alienação mental

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 30/11/2011 - 16h07

O norueguês Anders Behring Breivik, autor dos ataques que mataram 77 pessoas no dia 22 de julho na Noruega, poderá ser condenado a uma internação psiquiátrica perpétua, mas não à prisão, anunciou nesta terça-feira (29/11) em Oslo a promotoria norueguesa, depois de receber um relatório psiquiátrico.


Os dois psiquiatras responsáveis por opinar sobre a responsabilidade penal de Behring Breivik, Synne Serheim e Torgeir Husby, concluíram que o autor do massacre era psicótico e, portanto, penalmente irresponsável, anunciou a promotoria.


Behring Breivik desenvolveu uma "esquizofrenia paranóica" pela qual não pode ser considerado penalmente responsável por seus atos, afirmou o promotor Svein Holden, ao citar as conclusões do documento.


Os ataques de 22 de julho, o maior massacre cometido na Noruega desde a Segunda Guerra Mundial, deixaram o país em estado de choque.


No dia, Anders Behring Breivik detonou uma bomba perto da sede do governo em Oslo e, uma hora e meia depois, abriu fogo na ilha de Utoeya contra uma reunião de jovens socialistas.


O início do julgamento de Behring Breivik está previsto para 16 de abril de 2012 e deve durar 10 semanas.


Leia mais notícias sobre o Brasil e o mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: vítima , ataques , psiquiatria , Reuters , alienação , psiquiatra , Anders Behring Breivik , psiquiátrica , laudo , esquizofrenia , norueguês , mental , Noruega , promotoria , doença mental , Oslo , ataque , internação , mortes , psiquiatras , vítimas , Breivik , esquizofrenia paranóica , morte ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos