Cadeira vazia representa Xiaobo no Nobel

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 11/12/2010 - 10h45

O ativista chinês Liu Xiaobo enviou nesta sexta-feira uma mensagem de conciliação e de esperança a seu país na cerimônia de entrega do Nobel da Paz 2010, na qual foi representado por uma cadeira vazia por não poder comparecer devido ao cumprimento de uma pena de 11 anos de prisão.

As palavras do ganhador do Nobel foram lidas na Prefeitura de Oslo pela atriz norueguesa Liv Ullmann, que leu um texto proferido por Liu Xiaobo no dia 23 de dezembro de 2009, na ocasião do julgamento no qual foi condenado por incitar à subversão como co-autor do manifesto "Carta 08".

A poltrona destinada ao ganhador do Nobel, cuja foto ficou disposta no palco principal, permaneceu vazia diante da recusa das autoridades chinesas a permitir que ele ou algum parente viajasse a Oslo.

Liu Xiaobo, que sucedeu o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na entrega do prêmio, foi agraciado "por sua batalha longa e não violenta por direitos humanos fundamentais na China", segundo a decisão do júri divulgada em outubro passado.

Leia mais no Último Segundo:

Comitê entrega Nobel da Paz e pede libertação de premiado

Palavras-chave: nobel da paz , china , Liu Xiaobo , prisão , nobel , paz , conciliação , cerimônia , mensagem , Ativista ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos