Canadense abre fogo em Corte nas Filipinas e mata dois antes de se suicidar

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 23/01/2013 - 12h30

Um canadense de 66 anos abriu fogo em Corte na província de Cebu, nas Filipinas. Ao todo, três pessoas morreram, incluindo o atirador.

De acordo com as autoridades, o aposentado John Pope - que era julgado na corte por comportamento malicioso e grave ameaça - sacou uma pistola antes do início da audiência no tribunal.

Ele atirou em um médico que preencheu o caso contra ele e no advogado do doutor. Os dois morreram. Um promotor estadual também acabou ferido e foi encaminhado a um hospital da região. A polícia chegou a balear o canadense no braço, mas antes de ser preso, ele se matou. Ainda não está claro como ele entrou no local com uma arma. Pope vivia nas Filipinas há 14 anos.

Ele enfrentava ainda outros processos judiciais no país, mas afirmava que era inocente nos casos.

Palavras-chave: corte , crime , atirador , canadense , Filipinas , reuters , tiroteio , mortes , fogo , arma , Cebu , John Pope , comportamento , julgamento , tribunal ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos